quinta-feira, 6 de novembro de 2014

A importância dos passeios



Olá

Hoje queria falar sobre a importância dos passeios dos nossos cães, muitos desses benefícios são conhecidos pela maioria de nós, no entanto, muitos donos de cães levam os seus companheiros a passear por um só motivo, manter a casa limpa :-) , obviamente que criar rotinas para que os nossos cães se possam aliviar na rua é ótimo, mas a importância dos passeios ultrapassam largamente as necessidades fisiológicas.

O primeiro ponto que queria focar diz respeito ao sentido olfactivo dos cães, todos já devem ter reparado no quanto gostam estes meninos de cheretar tudo :-) e não é por acaso, é que o sentido olfactivo dos cães é um dos mais desenvolvidos e que mais informações lhes traz sobre o meio ambiente.

Isto é fácil de perceber se disser que o epitélio olfativo humano contém cerca de 20 milhões de células sensoriais e que o dos cães tem mais de 100 milhões dessas células. Permitir que o seu cão tenha acesso ao exterior dá-lhe a fantástica oportunidade de farejar cheiros deixados por outros cães, além disso, é uma forma de comunicação muito rica entre esses animais. Ao deixar a sua urina sobre a urina de outro cão, ele está a deixar vários recados, da mesma forma que, ao farejar a urina de outro animal que por ali passou, ele obtém inúmeras informações, como idade, sexo, nível de stress, estado de saúde, etc.

Podemos ver isto como se estivesse a ler o jornal local, a navegar no facebook ou noutras redes sociais, todos nós gostamos e precisamos de socializar, os cães, como animais extremamente sociais que são, também têm essa necessidade.

 Cães que saem pouco de casa, são cães que perdem muito desta capacidade de sociabilização e socialização, vão ter medo de outros cães e animais, vão ter medo de pessoas estranhas, de sons diferentes como os carros a passar por exemplo e tudo isto trará consequências nefastas quer para o cão quer para si.

Um cão entediado e "desempregado" é um cão que vai acumular mais energias do que aquelas que consegue gastar, vai arranjar de tudo para passar o tempo e vai usar as suas coisas para isso mesmo. Vai ser um cão que vai ladrar e reagir exageradamente a outros cães e pessoas que passam por perto, ás quais ele não consegue ter acesso, frustação na certa...

Vamos inverter o panorama, imagine que fica desempregado, só por si é um motivo de desespero e frustação, que muitas vezes leva a depressões. No entanto pode continuar a sair de casa e arranjar coisas para fazer.
Agora imagine que para além de desempregado, deixa de poder sair de casa, perde acesso á net e televisão, deixa de receber visitas e noticias do exterior.Como seriam os seus dias? Mesmo que tenha uma grande casa, com um grande jardim a sua vida ia tornar-se um inferno...infelizmente é essa vida que muitas vezes damos ao nosso cão...

Para além dos beneficios óbvios para a boa saúde mental do seu cão, existem também os beneficios fisicos, um cão que se exercita nos passeios, corre  menos riscos de obesidade, problemas articulares e melhora significativamente o sistema cardiaco e respiratório.
Obviamente cada cão é um caso e como tal, deve aconselhar-se com o seu médico veterinário sobre o tipo e duração dos passeios.
Tão óbvios como os beneficios destas caminhadas para o cão são os beneficios para si também :-)


Uma miríade de coisas novas para ver, cheirar, ouvir e sentir 


- Muito importante nos passeios é variar os sitios, é importante o cão conhecer as redondezas da nossa casa, mas todos os dias o mesmo sitio torna-se uma verdadeira chatice, gostava de ler apenas o jornal local e falar apenas com os vizinhos?

- O passeio que fazemos com o nosso patudo é um tempo que tiramos para ELE, por isso deixe-o cheirar á vontade, tendo apenas o cuidado de não o deixar ingerir coisas que lhes possam fazer mal, e sempre com trela.

- Leve-o consigo sempre que possa para saidas rápidas, mesmo que de carro, se vai só ao supermercado uns minutinhos ou buscar os filhos á creche, deixe-o ir consigo, apenas com o cuidado de não o deixar no carro em dias quentes, ou se não tem a certeza se a saida vai demorar ou não. Mesmo que não seja um passeio propriamente dito, vai permitir quebrar a rotina do cão, vai deixá-lo ver, ouvir e sentir outras coisas.

- A não esquecer, levar e usar os saquinhos para apanhar os cócós, água e uns petiscos que podem ser uteis para breves treinos.

Posto isto, vamos lá tornar a vida dos nossos patudos mais animada com um ritual tão bom e vantajoso para ambos. :-)

Fiquem bem e bons passeios

Esta é a carinha com que o vosso cão vos vai agradecer os passeios. Conseguem resistir-lhe?:-) 




quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Protótipo logótipo

Só para vos mostrar um desenhinho que o meu pai fez para protótipo do futuro logótipo da AnimaAnimal, podem ver onde é que ele foi buscar a inspiração :-)



terça-feira, 4 de novembro de 2014

Petsitting Mia 2


Pois é, a minha menina voltou para mais uns dias de férias :-)
Desta vez, infelizmente, não consegui fazer um diário, no entanto foi muito bom tê-la de volta, o Fox, desta vez reagiu muito melhor á presença desta preta linda logo desde o 1dia :-)

Os rituais foram semelhantes, tentei mudar algumas coisas, porque os tutores da Mia queixaram-se que a rapariga deixou de comer nos primeiros dias em que voltou para casa, my bad, habituei-a a comer maioritariamente á mão em sessões de treino, quando voltou para casa não ligava nenhuma á comida :( ups... no entanto achei engraçado que ás 23h a rapariga tenha ido pedir o passeio nocturno que tanto gostava, os donos não estavam a perceber muito bem o que ela queria, até se lembrarem do ritual que eu tinha com ela e o Fox aquela hora, criei este ritual mais por causa do Fox, para garantir que ele ficava com a bexiga vazia para aguentar bem a noite, porque, para ela, era só para a paródia, raramente se aliviava nos passeios :-)

Foram mais duas semanas muito produtivas, o ladrar dela está muito mais controlado, embora tenha feito pouco treino com ela nesse sentido, também acredito que o facto de nesta segunda vez ela tenha vindo com os ânimos mais leves, por já lhe ter passado o cio, tenha ajudado.
Foi bom também para a interação dela com o Fox, como estava mais calma, respeitava mais o desconforto dele e não se metia tanto.

Outra situação engraçada é que desta vez ela mendigava mais por brincadeira conosco, estava deitada no sofá, lembrava-se, ia buscar o brinquedo e vinha-nos atirar para cima e fazia aquele rosnar lindo e amoroso (que mais parecia um gato a ronronar) de quero brincar, vá lá, puxa ai por essa coisa :-)


Nestas férias conseguimos ir á praia, houve um dia em que o Tiago conseguiu um tempinho e enquanto os gémeos ainda estavam na creche, pegámos nos outros dois 4 patas e presenteamos estes canitos com uma bela manhã de brincadeira numa praia só nossa :-)  miss you Mia



Este chão é tão bommm...


Este ar cheira tão bemm...

Oh happy day...







Petsitting Mia (day16)


Hoje foi o dia da despedida,  quando os tutores da Mia chegaram, tentei filmar a reação dela, mas sem êxito, primeiro porque ela ficou histérica quando se apercebeu de quem era e não consegui controlar a euforia dela e do Fox á mistura (por contágio, ou por felicidade secreta de se ver livre dela:-)  ) e basicamente porque estava muito escuro e a câmara não apanhou nada.

Anyway depois dos cumprimentos feitos, foi-se refastelar no puff e ponho aqui umas fotos das últimas horitas na minha casa (hotel) :-) ah e claro, ás 23h30 em ponto ainda fomos dar umas mijinhas nas redondezas, as usual:-)


Obviamente que depois de matar saudades, quem teve direito á atenção foi o rafeirinho roda baixa do Fox